Bruschetta de Tomate-cereja e Ricota

Desde que fiz escala em Bali e tive a oportunidade de almoçar no restaurante do Jamie Oliver em Kuta Beach e conheci uma equipa fantástica a preparar pratos incríveis, passei a segui-los no Instagram. De vez em quando surpreendem-nos com receitas tão boas! Caso desta. Claro que já lhe fiz a minha interpretação. Vale a pena experimentar! Continuar a Ler

Abafadinho de Caras de Bacalhau

Caras de Bacalhau. A comida dos pescadores de Ílhavo. Este abafadinho de caras de bacalhau é um dos pratos típicos feito com uma das partes do peixe que ía para o lixo. Mas os pescadores rápido encontraram uma forma de as cozinhar para matarem a fome quando andavam na pesca, ou mesmo em casa, pois o peixe era para vender. Felizmente que hoje as condições de vida dos pescadores já são melhores. E  este é um dos pratos que se servem nos melhores restaurantes da região. Por vezes ... Continuar a Ler

Coq au Vin, o Frango do Campo em Vinho Tinto

Gostamos muito deste frango. A receita que seguimos durante anos é quase igual. É da avó! Claro que a simplifiquei para a tornar mais saudável. A receita original leva bacon aos cubinhos que se adiciona juntamente com o frango e manteiga que se adiciona no final com o amido de milho. Querem a minha opinião? Não se nota a diferença. Experimentem! Acho que vão gostar. Continuar a Ler

Iscas da Matança

Memórias de infância! Em miúda, em casa dos meus pais todos os anos tínhamos a matança do porco. Juntava-se a família, matava-se o porco e fazia-se a festa. No dia da desmancha do porco o almoço era sempre iscas com batatas cozidas. Adoro! Digo mais, é talvez para mim o meu prato de eleição. Experimentem esta receita. Tem mais de 100 anos. Fazia-a a minha avó, a minha mãe, eu e espero que as filhotas a façam também! Continuar a Ler

Boleima de Maçã

Receita tradicional alentejana. Da região de Portalegre.  A boleima é vendida tradicionalmente nas padarias. A massa, quase de pão, é adoçada com a maçã e a mistura de açúcar com canela. Continuar a Ler

Papas de Abóbora

Adaptei esta receita de uma receita de família. Tradicionalmente, acompanham rojões. Gosto de as comer  quentes como acompanhamento de carne assada. Como sobremesa, ao pequeno-almoço ou numa merenda, tanto as podemos servir quentes como frias. Nestes casos, gosto de servir polvilhadas com nozes ou amêndoas picadas. Continuar a Ler